Investigação Paranormal Brasil: A verdadeira história da boneca Annabelle

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

A verdadeira história da boneca Annabelle

                                


Não se esqueça de comentar, e Participar do blog, lá embaixo.

No ano de 2013 foi lançado o filme Invocação do Mal (The Conjuring). O filme, que conta a história a de um caso paranormal estudado pelo casal de investigadores paranormais Ed e Lorraine Warren, fez grande sucesso ao redor do mundo, sendo aclamado por muitos como um dos melhores filmes de terror dos últimos tempos. O sucesso do filme foi tanto que no dia 03 de outubro estreia, nos EUA (09-10-14 no Brasil) “Annabelle”, um spin-off de Invocação do Mal, que fala da amaldiçoada boneca que foi mostrada no início do filme Invocação do Mal.

Invocação do Mal foi baseado numa história real. Ed e Lorraine Warren são um famoso casal de investigadores paranormais nos EUA. Eles investigaram mais de 10000 casos sobrenaturais ao longo da sua carreira, muitos deles casos conhecidos como, por exemplo, o caso Amityville. O caso Annabelle é outro desses casos estudados pela dupla, sendo que a boneca é mantida no museu criado por ambos no porão da sua casa. Convido a todos a conhecerem a história sobrenatural por trás da boneca Annabelle.
A esquerda a boneca real, a direita a boneca do filme Invocação do Mal

Annabelle a boneca demoníaca

O caso Annabelle aconteceu na década de 70. Nessa época Donna era uma estudante universitária, que cursava a faculdade de Enfermagem, ela morava junto com sua amiga Angie, também aluna do curso de Enfermagem. A mãe de Donna resolveu presentear a jovem com uma boneca Raggedy Ann (essa boneca era famosa nos EUA, havendo até um desenho animado sobre a mesma, como vocês podem conferir mais abaixo). Donna ficou muito feliz com o presente, que recebeu em função de seu aniversário, tanto que a jovem enfermeira fez da boneca ponto central da decoração do seu quarto.
Para o desespero da dupla de amigas, com o passar do tempo a boneca começou a mudar de posição e até de cômodo. Certa vez ao chegar em casa elas encontraram a boneca, que havia sido deixada no quarto, sentada no sofá. Houve vezes em que as amigas deixaram a boneca na sala, e quando retornaram encontraram a mesma no quarto, sobre a cama e com a porta do cômodo fechada.

Inicialmente a dupla de amigas chegou a pensar que alguém estava entrando no apartamento e pregando peças nelas, fazendo uso da boneca.
Perto de completar um mês que Donna havia ganhado a maldita boneca, Annabelle passou a escrever mensagens, o que deixou a dupla de estudantes ainda mais intrigadas e assustadas. As amigas encontraram pedaços de papel onde podiam ler “Ajude-nos”. A caligrafia das mensagens parecia indicar que uma criança havia escrito tais mensagens. Outra coisa intrigante era o papel em que as mensagens eram escritas: papel de pergaminho, porém nem Donna nem Angie tinha esse tipo de papel em casa.

Se todos os eventos que aconteceram até aqui não foram suficientes para apavorar a dupla de amigas, uma certa noite Annabelle conseguiria causar pânico em Donna e Angie. Ao chegar em casa Donna encontrou Annabelle sentada na cama, novamente em uma posição diferente, o que motivou Donna a inspecionar a assustadora boneca de pano, embora tal “comportamento”fosse típico da boneca. Ao verificar detalhadamente a boneca, Donna notou manchas vermelhas na parte de trás da mão e no peito da boneca. As manchas pareciam gotas de sangue. Esse episódio foi a gota da água, até então a dupla procurava uma explicação lógica para esses estranhos eventos, como por exemplo alguém poderia estar invadindo o apartamento e mudando a boneca de posição, escrevendo as mensagens, como forma de assustar as garotas. Mas esse episódio em que o estranho líquido vermelho apareceu na boneca, motivou as duas a considerarem uma alternativa mais espiritual para explicar o que vinha acontecendo. Nesse momento elas acabaram procurando por ajuda “especializada”.

A origem do nome Annabelle

Desesperadas e cada vez mais convencidas de que algo sobrenatural estava acontecendo, Donna e Angie recorreram a uma médium, que acabou realizando uma sessão como forma de tentar entrar em contato com uma possível entidade que estivesse se manifestando através da boneca, afim de entender o que estava acontecendo. Nessa sessão Donna e Angie acabaram conhecendo a história de Annabelle Higgins. Segundo o relato da médium, Annabelle era uma jovem que residia na região, e seu corpo sem vida foi encontrado onde posteriormente o prédio de apartamentos, onde Donna e Angie residiam, foi construído. Annabelle Higgins tinha cerca de 7 anos de idade quando faleceu.
Segundo a médium, o espírito se sentiu confortável com Donna e Angie, o que motivou o mesmo a se manifestar, pois o mesmo queria ficar com as duas. Essas revelações acabaram sensibilizando Donna, que permitiu que o espírito de Annabelle ficasse na boneca. Não demorou muito para as amigas perceberem que essa foi uma péssima decisão.

Donna e Angie eram amigas de um jovem chamado Lou, que havia acompanhado toda a história de perto. O jovem não gostou dos fenômenos que estavam acontecendo, e desde o inicio aconselhou Donna a se livrar da macabra boneca. Donna acabava relevando o conselho do amigo, e após descobrir a história de Annabelle a jovem parece ter se apegado ainda mais a boneca.

A boneca se torna agressiva

Certa noite Lou teve um terrível pesadelo. Nesse pesadelo era como se ele estivesse acordado, mas impossibilitado de se mover. Ele percorreu o quarto com os olhos sem notar nenhuma anormalidade, até que ele voltou a sua atenção para os seus pés. Ao fazer isso ele pode ver a maldita boneca Annabelle, que passou a subir por sua perna. Quando a boneca chegou a altura do seu peito, ela parou, para logo em seguida começar a estrangula-lo. Sem poder reagir, Lou acabou apagando. Na manhã seguinte Lou estava certo de que o episódio da noite anterior não havia sido um simples sonho. Mal sabia ele que o pior ainda estava por vir.

Apenas Lou e Angie estavam no apartamento, que parecia estranhamente silencioso, até que sons estranhos foram notados pelos dois. Os sons pareciam vir do quarto de Donna. Intrigado Lou foi até o local para investigar a origem de tais ruídos, uma vez que apenas ele e Angie estavam no apartamento. A primeira impressão que o jovem tinha tido era de que alguém havia invadido o local.

Ele caminhou silenciosamente até chegar ao quarto. Esperou os ruídos cessarem para então adentrar o recinto. O cômodo estava vazio, exceto pela presença da boneca, atirada no chão, no canto do quarto.

Intrigado Lou vasculhou o quarto procurando por indícios de arrombamento, mas aparentemente nada estava fora do lugar, e nenhum indicio de arrombamento foi encontrado. Ao se aproximar da boneca, ele teve a nítida impressão de que alguém estava atrás dele. Lou se virou rapidamente, mas não pode ver ninguém. Nesse momento ele acabou tendo uma rápida visão, na qual ele agarrava o próprio peito, ele estava curvado de dor, com inúmeros cortes e sangrando muito. Passada a visão ele removeu a camisa e pode distinguir sete marcas de garras, sendo três na vertical e as demais na horizontal. Todas pareciam quentes, como resultados de uma queimadura. Essas marcas levaram dois dias para sumirem completamente do corpo do jovem.

Os amigos voltam a procurar por ajuda

Os eventos mencionados acima levaram Donna a acreditar que o espírito que residia na boneca não tinha nada haver com uma menininha inofensiva. A história do fantasma da menina que havia morrido tragicamente e que havia pedido as duas amigas para “ficar” morando com elas, até comoveu a dupla de estudantes de enfermagem, mas nesse momento Donna se arrependera amargamente de ter dado tal permissão. Erra a hora de procurar ajuda. Donna acabou entrando em contato com o padre Heagan. Ao avaliar o caso, padre Heagan julgou que seria preciso procurar orientação de alguém com maiores conhecimento na área, e assim ele entrou em contato com o padre Cooke.

Os Warren são chamados

Ao tomar conhecimento dos acontecimentos que assombravam Donna e Angie, padre Cooke imediatamente chamou Lorraine e Ed Warren. A dupla de investigadores manifestou interesse imediato no caso e entraram em contato com Angie, Lou e Donna, afim de obter mais detalhes a respeito da maldita boneca. Depois de conversar com o trio de amigos, Ed e Lorraine chegaram a conclusão de que a boneca não estava possuída, mas era manipulada por uma entidade não humana.

Lorraine e Ed Warren (Clique AQUI e saiba mais sobre eles no blog Assombrado)
Segundo a dupla de investigadores explicou ao trio de amigos, espíritos não possuem objetos, como casas ou bonecos, eles possuem pessoas. Já uma entidade demoníaca pode se ligar a um lugar ou objeto com o objetivo assombrar e debilitar psicologicamente alguma pessoa. Esse tipo de entidade não tem intenção de possuir o objeto, mas sim usar esse objeto como forma de enfraquecer um possível hospedeiro humano. Todas as ações dessa entidade que manipulava a boneca Annabelle visavam a possessão de Donna ou Angie.


O caso estava na fase de infestação. A entidade demoníaca começou a mover a boneca pelo apartamento e a desenhar, como forma de atrair a atenção da dupla de amigas. Quando elas chamaram a médium, o demônio se fez passar por um espírito e manteve contato com a médium, manipulando-a. Assim surgiu a história da garotinha Annabelle, de forma a tirar vantagem da dupla de amigas, que se sensibilizou com a história ao ponto de Donna conceder ao “espírito” o direito de residir na boneca.

A partir desse momento a entidade passou a despertar o medo em Donna, Angie e Lou,seja através de suas mensagens, do sangue que costumava aparecer na boneca, movimentação suspeita ou no caso do ataque contra Lou, deixando nele uma marca. Os Warren acreditavam que se esses eventos durassem mais algumas semanas eles poderiam resultar na morte de um dos amigos, e na possível possessão de um deles, sendo que Donna e Angie eram as vítimas mais óbvias, pois Lou era visto mais como uma ameaça pela entidade, tanto que ele sofrera o ataque mais feroz.

Ed e Lorraine consideraram que fosse necessário recitar uma benção de exorcismo como forma de limpar o apartamento. Padre Cooke foi incumbido de tal tarrefa. “A bênção episcopal da casa é demorada, um documento de sete páginas que é claramente de natureza positiva. Ao invés de expulsar especificamente entidades malignas da habitação, a ênfase é voltada para encher a casa com poderes positivos e de Deus." (Ed Warren).

Quando um espírito demoníaco assombra um determinado lugar ele acaba impregnando esse local com uma grande carga de negatividade, essa benção que o padre Cooke foi incumbido de recitar tinha por função limpar essa energia negativa que impregnava o apartamento das amigas.

O padre não se sentiu muito a vontade desempenhando o papel de exorcista. Padres exorcistas são treinados esse tipo de atividade, sendo que não é qualquer um que tem a liberação do Vaticano para conduzir uma cerimônia desse tipo, tanto que casos de suposta possessão demoníaca são altamente estudados pela Igreja antes que a cerimônia seja autorizada. Nesse caso não havia sido consumada a possessão. Padre Cooke acabou realizando o ritual de sete páginas, recitando a bênção por diferentes partes do apartamento até que os Warren se sentiram confiantes de que a entidade que havia usado a boneca para assombrar o local, já não estivesse mais no local, e que a energia negativa que antes impregnava o local havia se dissipado.

O mal permanece na Boneca

Como forma de precaução Ed e Lorraine levaram consigo a boneca Annabelle, isso com o consentimento de Donna. A boneca serviu como uma canal usado pelo demônio como forma de assombrar o apartamento das amigas, por isso os Warren levaram o objeto com eles, como forma de manter a boneca sob controle.

Antes de retornar para sua casa, Ed decidiu colocar a boneca no banco de trás do carro e decidiu não dirigir pela interestadual, para o caso de algo acontecer, assim eles não colocariam as suas vidas e dos outros em perigo.

A decisão se mostrou acertada, pois segundo os investigadores relataram em seu livro “O Demonologista”, eles sentiram-se alvo de um ódio terrível e vicioso. Em cada curva o veículo derrapava. Falhas mecânicas faziam o motor “morrer” em muitas ocasiões. O sistema hidráulico da direção também apresentou falhas em alguns momentos, e por vezes a dupla de investigadores esteve perto de se envolver em algum tipo de colisão. Por causa de tais acontecimentos, Ed acabou parando o veículo, ele se dirigiu até o banco de trás, onde a boneca repousava, encharcou a boneca de água benta, fazendo o sinal da cruz sobre ela. Os distúrbios pararam permitindo que Ed e Lorraine chegassem em segurança em casa.

Ao chegarem em casa, a boneca foi colocada em uma cadeira, até que Ed e Lorraine preparassem um local adequado para ela. A boneca teria levitado por alguns segundos em várias ocasiões diferentes, para logo em seguida cair duramente sobre a cadeira.

Nas semanas seguintes a boneca começou a fazer na casa dos Warren ou que ela fazia no apartamento de Donna a Angie, ela se movia de um cômodo para o outro. Muitas vezes a boneca era encontrada sentada na cadeira de Ed, mesmo tendo sido deixada em uma parte da casa.

Annabelle passou a demonstrar grande repulsa a padres que estiveram na casa dos Warren. Certa vez o padre Jason Bradford, um padre reconhecido pela Igreja Católica como exorcista, acabou pegando a boneca que repousava na cadeira de Ed, em seguida ele teria dito: “Você é apenas uma boneca de pano, Annabelle, você não pode machucar ninguém”. Em seguida o padre jogou a boneca de volta para a cadeira. Horas depois de deixar a residência da família Warren, padre Jason ligou para Lorraine, avisando que havia sofrido um acidente. Segundo ele os freios do seu veículo falharam quando este se aproximada em um cruzamento movimentado. Lorraine havia pressentido que algo aconteceria ao padre, e tinha pedido a ele que tomasse cuidado, por isso o padre acabou ligando para Lorraine depois do acontecido. Tanto Ed e Lorraine, como o próprio sacerdote acreditaram que tal acidente teria sido causado pela boneca. Esse não seria o último incidente envolvendo Annabelle, muitos outros teriam acontecido em anos seguintes.

Atualmente a boneca Annabelle se encontra devidamente guardada dentro de uma caixa de vidro, no Museu Ocultista dos Warren, que fica no porão da casa da família. Desde que a boneca foi colocada no local, ela parou de vagar pela casa, e parece estar adormecida em suas atividades macabras. Uma vez por mês um padre vem ao local abençoar os objeto do museu, e especialmente Annabelle. Mesmo com todos esses cuidados uma morte acabou sendo creditada a Annabelle, mostrando que o mal nunca descansa.

Uma morte na conta de Annabelle

Um jovem e sua namorada vieram conhecer o museu da família Warren, e após ouvir os relatos de Ed sobre a boneca, o jovem começou a bater contra a caixa onde se encontrava a boneca. Ele gritava que se a boneca tinha poderes para marcar as pessoas, ele queria ser marcado também. Ed acabou expulsando o jovem do local.

Quando retornavam para casa, rindo da situação em que haviam se envolvido, o casal sofreu um acidente com sua motocicleta. O rapaz morreu no local, e sua namorada acabou hospitalizada por um longo período de tempo para se recuperar dos ferimentos. Ainda no hospital a garota afirmou que ela e o namorado estavam rindo e se divertindo às custas da “estúpida” boneca, quando perderam o controle da moto e colidiram contra a árvore.

Confira abaixo o trailer de "Invocação do Mal"



Confira abaixo dois vídeos sobre o filme "Annabelle"


Fontes: Assombrado (texto) e Nerd Maldito (imagens)


      











Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...