quinta-feira, 20 de agosto de 2015

O Exorcismo que deu errado



O relato que eu vou contar não é um relato que aconteceu comigo, mas sim com o meu tio-avô, já falecido, e envolvendo as misteriosas circunstâncias de sua morte.

Antes de eu ser nascido, e quando nem mesmo o meu pai havia nascido ainda, meu avô tinha um irmão, que foi "destinado" a ser padre desde que era pequeno, por causa de uma promessa (nesses tempos era muito comum as pessoas prometerem coisas como essas, as vezes até por problemas de fertilidade e coisa e tal).

Meu tio-avô cresceu, e se tornou mesmo um padre. E não apenas um padre, mas também um exorcista. Além de realizar os trabalhos de exorcismo de pessoas, ele também fazia o exorcismo de casas e outros lugares, como casarões.

Um dia, ele foi chamado para fazer um trabalho de exorcismo em uma casa. Como era costume, ele se trancava dentro da casa, e passava o dia nela, para fazer o exorcismo do lugar (embora o costume seja de que para o exorcismo de um lugar, haja mais de uma pessoa, ele jamais trazia outras pessoas para dentro da casa em si, para os rituais para ajudar, talvez por medo de prejudicar alguém caso algo desse errado, talvez por orgulho...)

Nessa casa, as pessoas diziam que ouviam vultos e gemidos, e ruídos de passos constantes. Realmente acreditava-se que ela estava assombrada. Porém o que aconteceu no outro dia, ao que meu tio-avo adentrou a casa, para exorcizar a mesmo, nunca foi explicado, nem mesmo pela polícia da época...

No dia seguinte, um rapaz, que vinha trazer comida e água ao meu tio-avô (esse era o único momento em que ele admitia, durante o tempo de exorcismo, que alguém adentra-se o lugar que estava sendo exorcizado), entrou na casa, e se deparou com algo inexplicado...

O corpo de meu tio-avô, morto na sala, agarrado à um crucifixo, e com o rosto contorcido, com um aspecto não-humano, parecendo que ele havia sofrido um colapso nervoso extremo. E o mais estranho... parecia que parte do seu sangue havia virado água...
Nem investigadores nem a polícia da época conseguiram explicar o caso. Alguns acreditam que ele tenha sofrido uma parada cardíaca causada por um susto, ou algo parecido... mas o que o teria assustado? E o sangue? O que teria feito com que o sangue se tornasse parcialmente água em tão pouco tempo?

Essa é um relato passada por dentro da minha família, e que praticamente todo mundo nela conhece. Não sei se é verdadeira ou não. Mas é uma dos muitos episódios estranhos que eu já ouvi da minha família. Fica a critério de cada um julgar ser verdadeira ou não, a mim apenas cabe relatar.

Bom, agradeço a atenção, e tenham um bom dia, boa tarde... ou uma boa noite.

Anônimo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...